Crônicas

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Mundo árido



Em um mundo árido, poucas coisas sobrevivem e resistem às intempéries das oscilações desse universo... É preciso se ajustar.

“Ajustar”... Um verbo peculiarmente individualista, ou egocêntrico, como queira. O verbo ajustar me remete a pensar em adequação, combinação e por aí vai, entretanto, a maioria das pessoas só se “ajustam” ao bel prazer do seu próprio prazer, obviamente. Taí a defesa da minha tese sobre individualidade ajustável.

Individualidade ajustável? Impossível! Cada um tem um jeito único de ser único, porém, um jeito diferente pra cada conjugação verbal: teclar, falar ao celular, ignorar, choramingar, agradar, etc etc etc, menos se ajustar....

“Ajustar”... Em um mundo árido, somos forçados a encarar esse ajuste a todo e qualquer preço, uma vez que nesse mundo a nossa catequese é baseada no conceito "levanta, sacode a poeira e dá volta por cima". Malabarista é pouco pra se equilibrar. Faça algum curso na NASA ou sobre a força G.

Em um mundo árido, por mais que não exista um alicerce sólido e constante, ainda assim, é possível se equilibrar diante das chacoalhadas e dos solavancos súbitos e repentinos... Agora, e o terreno do amor? O terreno amoroso é uma autêntica e encarnada pista de patinação, uma olhada pro lado e “pumba”, você trombou em alguém ou bateu com a bunda no chão.

Passamos uma vida inteira atrás de outra vida; queremos e sentimos a necessidade de ser feliz e fazer feliz... Alguém pra pegar na mão, pra dizer mais sim do que não e pra pedir e aceitar o perdão, por que não? O amor que você nega é o rancor que você carrega!

Por isso é bom ser bom. Por isso que nossa alma gêmea não foi feita pra casar, ela foi feita pra se ajustar!

Nossa escolarização não nos ensina sobre as pradarias ensolaradas do amor, é preciso fazer as malas e se aventurar, entretanto, o que se aprende na sala de aula nos orienta a nos localizarmos nesse mundo árido e tentarmos (pelo menos) a seguir um caminho...

Uma coisa é certa. Quem é artista nessa vida ludibria o sofrimento, dá rasteira na angústia, dribla como ninguém os estorvos da raça humana e enxerga além do que vê... Os artistas se sobressaem desse “mundo ajustável” porque são proprietários de um bem absoluto e excêntrico: a arte!

A arte em enxergar a beleza do desengonçado, arte em pintar um lindo céu azul em plena tempestade, arte em ver um bebê brincar com bolhas de sabão, arte em saborear pausadamente um pão de forma quentinho, arte em traduzir expressões para uma folha de papel almaço... Arte pela vida simples, pelo reconhecimento e pelo companheirismo!

Avaliar a arte pelas bordas: Pequenos privilégios despercebidos aos olhos dos insolentes e arrogantes que só possuem a arte de complicar as coisas.

Pra que esperar um milagre homérico vir dos céus se podemos alcançar o bem estar platônico aqui mesmo, da terra?

Qualquer um pode ser artista!

Sofrimento e harmonia formulam o quadro da vida. O milagre e a magia consistem em enxergar as pequenas nuances desse quadro tão minucioso e detalhista e entender que na arte é possível encontrar o inabalável equilíbrio da vida.

Para fins didáticos, tudo precisa de uma nomenclatura, e eu nomeio isso de amor, a arte do amor!

Seja um artista!

Transforme esse mundo árido em uma obra de arte feito a tinta. Só não use tinta a guache ok?

Luvas e pincel na mão?

17 comentários:

  1. Peguei saindo do forno, hehe

    Muito muito boa mesmo, gosto dos textos complexos, de repensar nas frases e relembrar cada passagem......

    Animal!

    Cássio

    ResponderExcluir
  2. Boa Dé... mas como disse o Cássio , tenho que reler...

    Mas pelo que entendi .... Viva o individualismo, viva minha própria vida e quem sabe os ajustes que a vida me der e eu aceitar ..."

    Abraços

    Van

    Dá pra escrever algo mais simplezinho !!rss....

    ResponderExcluir
  3. Van,

    O André anda fazendo a gente pensar né?

    Mas não acho que o texto nos aponta para o individualismo...

    O mundo árido que entendi reflete as dificuldades que temos qnd adquirimos maturidade...

    O terreno amoroso nas trombadas com as nossas almas gêmeas e os tombos qnd nos decepcionamos.

    Achei perfeito.... complexo!

    Ser um artista, que bonito ler isso!

    Acho que todos somos, mas cada qual desenha em seu quadro o que bem entende.

    ResponderExcluir
  4. Ula..ula..ula...
    Realmente temos que ser artistas nessa vida às vezes àrida, às vezes fértil...Cada qual em seu tempo, em sua hora e desenhando cada quadro de acordo com a sua vida e a pintura vai sair assim, mostrando cada momento e cada movimento do seu artista, representando o sentimento de cada um..
    Adorei essa!!!

    ResponderExcluir
  5. Se ajustar, se moldar a uma situação...
    Isso remete a flexibilidade de encarar as coisas de um modo, por assim dizer, mais tranquilo.
    Ser rígido como uma porta de madeira maciça, significa ser uma pessoa fechada e relutante.

    Ser mutável como a água...
    Ela é simples e se molda a qualquer situação proposta.
    Isso é sabedoria em lidar com os obstáculos.

    Enquanto o amor?
    Ele sim, está em terras áridas.
    E digo que já está há um bom tempo... Mas pode chover!
    E vai ver que a chave do mistério da alma gêmea seja essa, ela se ajusta a nós e nós a ela.

    A arte do amor...
    É tão bela e contemplada por todos.
    De um olhar ou um sorriso tímido, a arte do amor pode surgir.
    Simples assim!

    É prestar atenção no que está em sua volta, se ajustar aos ambientes e não ser relutante!
    Talvez assim, a obra de arte final seja criada.

    ResponderExcluir
  6. Para um mundo árido, ações férteis!

    O problema é que os seres plantam batata querem colher tomate....

    ResponderExcluir
  7. Poetando melancolias14 de outubro de 2010 18:51

    Eu fico com essa aqui:

    "O amor que você nega é o rancor que você carrega!"

    ResponderExcluir
  8. Hi Baby, este seu post é muito bom, não que os outro não sejam...reticências e ponto final.

    E como cientista é bom dizer que existe vida no mundo árido, nos lugares mais inóspitos deste planeta e em mais onde nem imaginamos. A gente deve se espelhar na natureza e ver a beleza da vida em evolução. Saiba que no deserto africano tem um sapo que vive enterrado e sai numa única noite de chuva para se reproduzir:

    http://www.youtube.com/watch?v=mISMwN-0ggE&p=34B760A1D3501B02&playnext=1&index=39

    Isso sim é Amor, Evolução e Adaptação numa só criatura. E tudo isso pela preservação da espécie!

    ResponderExcluir
  9. Em um mundo árido as pessoas precisam se adaptar...... Isso é tão preciso!

    Amei este texto...... difuso, centralizado, entrelaçado, complexo.....

    Reler e reler, por simples prazer!

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Obra de intermináveis conclusões e desfechos.....

    Complexidade intuitiva e crescente em seus textos....

    O que vc anda lendo hein?

    abs

    ResponderExcluir
  11. Individualidade ajustável.... Adorei esse novo conceito.

    E não é impossível não..... Muita gente tem colocado em prática isso......

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Viver é um eterno ajuste.Viver é um eterno transpor.Viver é um eterno abrir portas.Qto mais portas você transpõe , mais portas aparecerão.Precisamos saber entretanto qual porta deverá ser aberta,porém , saber também que não haverá acerto para todas as portas abertas.
    A vida é muito generosa, pois enriquece àquele que mais portas abrir e mais salas visitar, porém pode ser muito dura tbém . Se não tivermos coragem de abrir outras portas , teremos sempre a mesma pela frente.
    Daí a aridez da vida será enorme.

    ResponderExcluir
  13. Concordo!

    A vida é constituída de portas.....

    "Não há mais portas, mas também não tenho mais vontade de entrar".

    Chico Buarque

    ResponderExcluir
  14. Pra vida continuar com " sentido" é preciso ter SEMPRE vontade de abrir váaaaarias portas...

    ResponderExcluir
  15. Isso é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,incompreensões e períodos de crise.

    É deixar de ser vítima dos problemas e
    se tornar um autor da própria história.

    É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

    É não ter medo dos próprios sentimentos.
    É saber falar de si mesmo.
    É ter coragem para ouvir um 'não'.

    bjs

    ResponderExcluir
  16. é....pincel na mao...
    vamos colorir e desenhar nossa propria sorte....

    ResponderExcluir
  17. ...concordo com o comentário logo acima...tava meio complexo rsrsrsrsrrsrs

    Imagina um preguiçoso ter que reler tudo pra tentar absorver e comentar , hein?? rsrsrsrsrsrs

    VOCÊ HEIN RAPAZZZZZZ!!! FACILITAAAAAAAA rsrsrsrsrs (brincadeira) :( :(

    ResponderExcluir